0

Vida sexual após o nascimento de um filho



O nascimento de um filho é, com certeza, um momento único na vida de uma mulher. Mas seguem-se meses marcados pela falta de sono e pelas exigências de atenção do recém-nascido, que não são propriamente favoráveis à criação de um ambiente de erotismo e paixão. Retomar a vida sexual depois do parto não tem regras pré-estabelecidas. É importante seguir os conselhos do obstetra, mas tudo vai depender da idade, do tipo de parto e do estado emocional de cada mulher. 

A condição fundamental para retomar uma vida íntima ativa é a mulher sentir-se confiante. Se não se sentir confortável ou simplesmente não lhe apetecer, dizer «não» não é vergonha. Mostra apenas que se respeita a si mesma, pois o primeiro passo para o prazer é o nosso amor próprio. Se estivermos bem connosco, estaremos totalmente disponíveis para sentir mais e melhor. É importante a mulher sentir-se liberta, sem pressões, e descontraída. 

Depois de ter um filho, muitas mulheres dedicam-se a 100% ao recém-nascido e o cansaço normal dos primeiros meses de vida faz com que se pense em tudo menos em sexo. Muitas mulheres só regressam a uma vida sexual ativa seis meses depois do nascimento do filho. Os estudos comprovam que a quebra do desejo sexual, após o parto, é causada pelas variações hormonais, nomeadamente pela diminuição da testosterona, responsável pela libido, e pelo aumento da prolactina, responsável pela amamentação. É, por isso, perfeitamente natural que, depois de ter um filho, a mulher leve algum tempo até querer voltar a ter relações sexuais. À medida que recuperamos fisicamente e nos começamos a sentir mental e emocionalmente mais fortes e estáveis, a vontade surge. As primeiras vezes ainda podem ser dolorosas, devido à secura vaginal pós-parto e à falta de prazer, e o recurso a um produto 100% natural, como o LIBIFEME, poderá ser uma ajuda preciosa. 

Este é um fenómeno comum e está relacionado com todas as mudanças hormonais e biológicas pelos quais o corpo feminino passa durante a gravidez e após um parto. 

Contudo, muitas mulheres revelam falta de desejo sexual depois do parto, não tanto por uma questão fisiológica, mas por causa da imagem que têm de si e do seu corpo. Os dias a seguir ao parto são uma verdadeira roleta de emoções, por vezes contraditórias. É importante sentirmo-nos seguras e confortáveis connosco mesmas, alimentando o erotismo, abstraindo-nos, nem que seja por breves instantes, do papel de mãe, para voltar a ser também amante e mulher. Não se acomode à falta de desejo, mas respeite o seu ritmo e desejos e não ceda às expectativas e pressões. Pense no seu bem-estar. 

Aceite que depois do nascimento de um filho, a vida é diferente, e não é por ser diferente que não pode ser melhor. 

Susana Shirley 
Psicóloga Clínica especializada em Sexologia

Artigo escrito em parceria com LIBIFEME (www.libifeme.pt).
A Gama LIBIFEME é de venda exclusiva em farmácias.