0

Famílias mais ecológicas, o único caminho para a sustentabilidade



O melhor legado que podemos dar aos nossos filhos é um planeta melhor. Há que dizer que não é um caminho fácil. A vida é complicada, os horários são caóticos e o cansaço acumula-se. É muito mais fácil que esteja tudo feito e seja só aquecer! Mas um dia não são dias e podemos ir tentando, um passo de cada vez. 

Há pequenos passos que podemos dar para ajudar o planeta e vamos falar deles hoje. Um dos passos mais simples é mudar de fraldas descartáveis para reutilizáveis e, mesmo que não seja possível usar sempre e apenas as reutilizáveis, só a redução já é um pequeno passo. Há várias no mercado, com vários tamanhos e que podem ir à máquina. Experimentem e verão que não custa assim tanto. Os meus filhos não ficaram assados nem tiveram problemas, há exceção da noite, a partir de certa idade.

Quem quiser ir um pouco mais longe pode deixar de usar toalhetes e fazer os seus. Aproveitando, por exemplo, um velho lençol de flanela pode corta-lo em pequenos pedaços. Pode humedecê-los com água ou com uma solução de água com umas champô de bebé, uma gota de óleo de alfazema e outra de Tea Tree. É só colocar na máquina et voilá. 

Para quem gosta de plantar e semear, e é sempre giro mostrar aos filhotes de onde vêm as verduras, podem usar caixas de ovos ou rolos de papel higiénico, com terra, para colocarem as sementes e deixarem-nas nascer. Depois é só transplantar com o papel e tudo. Este irá decompor-se no solo, sem problemas e pouparam uns quantos vasinhos de plástico. 

Comida feita e congelada, para toda a semana ou mais, não é tão difícil como parece. É uma questão de organização e também pode ser mais ecológico. Fazer sopas e congelar em porções pequeninas em frascos de vidro com tampas, que possam ir ao congelador e ao micro-ondas, poupa tempo, dinheiro e a tentação de comprar comida pré-feita, altamente embalada. Também usamos dessa, principalmente em viagens, mas sabemos que podemos poupar o ambiente se tivermos tudo pronto no congelador. Lembro-me que cheguei a congelar fruta da época, já cozida e em papa, para poder dar ao meu filho algum tempo depois. Era só misturar no iogurte ou comer assim, descongelado e já estava. 

Cá em casa, quase toda a roupa é utilizada. Com três rapazes, as roupas vão passando de uns para outros e, quando suja, rota ou desadequada são transformadas nos nossos famosos panos do chão. Para estes são usados os tecidos mais absorventes, t-shirts, camisolas, etc. Chamamos panos do chão mas são panos para o que for necessário. Com os menos absorventes, aproveitamos para os deslizes (apanhar o que o gato e o cão fazem pela casa, sem querer) e vão diretamente para o lixo… Outros são oferecidos a canis e gatis, para forrarem ninhos ou para os contentores de roupa, que verdadeiramente tratem dos tecidos. 

São apenas algumas ideias para um lar mais ecológico e fácil de ir fazendo mas muitas outras escolhas se podem fazer, desde as compras a granel no supermercado a utilizar mais os transportes públicos. Fundamental é fazer uma escolha responsável e que adapta à nossa família, por um mundo melhor.