0

Como preparar os miúdos (e os pais) para novas babysitters

O momento de deixar os filhos com uma nova babysitter pode ser bastante difícil para ambas as partes. Afinal de contas, nunca se sabe ao certo como é que a criança reagirá à sua saída e à nova babysitter. Tanto pode correr super bem e os miúdos ficam calmamente a brincar ou a dormir, como podem ter um ataque de choro e recusarem-se a colaborar com a babysitter até ao regresso dos pais.
No entanto, embora não haja um método infalível para impedir que isto aconteça, existem alguns passos que podem ajudar esta transição.

1º Passo – Explique antecipadamente aos seus filhos que se irá ausentar
Pode parecer óbvio, mas este é um passo essencial na preparação das crianças. Converse e explique aos seus filhos antecipadamente que se irá ausentar e que, durante este período, ficarão acompanhados pela babysitter. Desta forma, as crianças estão mentalizadas e sentem-se em controlo na situação.
2º Passo – Planeie um encontro antes do babysitting
Fale com a babysitter e sugira encontrarem-se durante umas horas antes do dia de babysitting, trazendo consigo o seu filho. Este é um excelente momento para a babysitter e a criança interagirem livremente sob a sua supervisão. A sua presença tranquilizará o seu filho e deixá-lo-á mais à vontade com a babysitter. Se se estiverem a dar bem, aproveite para ir ao WC ou para ir buscar um café, deixando-os uns minutos sozinhos.
3º Passo – Tente perceber a opinião do seu filho
É essencial que oiça o seu filho. Ao fazê-lo, ficará a saber quais são as suas preocupações ou coisas que o deixam desconfortável. Após o encontro com a babysitter, pergunte-lhe a sua opinião sobre a mesma: Deram-se bem? Estava confortável? Alguma coisa que não gostou? Estas perguntas são importantes. É vital saber a opinião do seu filho para que o possa tranquilizar e fazer com que a transição seja suave.
4º Passo – Esclareça o tipo de autoridade que a babysitter tem
Este passo é relevante tanto para a criança como para a babysitter. A babysitter pode não lhe perguntar como deve agir se, por exemplo, a criança se recusar a comer os vegetais. Deixa passar ou obriga-a a comer? A criança também pode reparar na incerteza da babysitter e aproveitar-se da situação. É por isso muito importante que fique bem claro para ambas as partes a autoridade que a babysitter tem durante a ausência dos pais.
5º Passo – Informe a babysitter sobre os básicos
Esta é uma regra de ouro que pode evitar várias birras e desentendimentos desnecessários. Como pai ou mãe, conhece todos os hábitos ou manias dos seus filhos. Inicialmente, a babysitter não os conhece. Se o seu filho só vai para cama após a leitura de um conto, diga à babysitter onde pode encontrar os seus livros favoritos. Para além destes pequenos hábitos, mostre ainda à babysitter onde pode encontrar o kit de primeiros socorros, na eventualidade de um acidente.

Artigo escrito por Babysits, a comunidade de babysitting em Portugal. Ajudamos famílias e babysitters a entrar em contacto de forma segura, barata e fácil.