0

Numa casa cheia



Cá em casa somos cinco mais dois.

Passo a explicar, dois adultos, três crianças, um cão e um gato.

É uma casa cheia de barulho, de correria (adoram jogar à bola com o cão, dentro de casa), pêlos (passo os dias de vassoura na mão, especialmente agora que é primavera), migalhas (muito comem estas miúdas), brinquedos espalhados (nem vale a pena comentar), roupa por lavar, roupa por secar (estes últimos meses foram muito difíceis), roupa por passar (alguma nem vê o ferro, é dobrar e arrumar), loiça suja, lixo, nódoas (alguém que invente a moda da roupa com nódoas, please, facilitaria tanto a vida de tanta gente), brincadeiras e tantas outras coisas.

Nesta casa cheia existem coisas que desaparecem demasiado rápido, como o leite, o pão, o fiambre, o queijo, os iogurtes, o papel higiénico e os detergentes da roupa e da loiça, o shampoo e amaciador, pasta de dentes, a fruta, as bolachas e os frutos secos desaparecem a uma velocidade super sónica.

Mas claro que em compensação existem outras que aumentam à mesma velocidade, como devem imaginar, a roupa e os brinquedos espalhados. Mas felizmente também existem outras coisas que se mantém, a brincadeira, o carinho e os abraços mimosos.

Uma casa de cinco mais dois é uma casa cheia.