0

Recuperar a forma física e as desculpas da mães

Recuperar a forma física é uma das principais preocupações das mulheres. Quando pensamos em engravidar tememos não conseguir recuperar o nosso corpinho depois de ter a criança, quando nos vemos a crescer durante a gravidez esse receio aumenta e, depois de nascer o rebento, é uma das coisas que nos assombra frequentemente.

No grupo de Facebook “Mãe, mas Mulher” este é um tema muito abordado. Queremos continuar a gostar de nos olhar ao espelho, queremos continuar a sentir-nos desejadas pelos nossos companheiros, queremos voltar a vestir as nossas roupas bonitas. 

Cito a Andreia, um membro do grupo com o qual muitas de nós se identificaram:
 “Eu tinha 53kg antes de engravidar. No fim da gestação estava com 74,600Kg. Depois do parto fiquei com 64Kg. Hoje, um ano depois, estou com 54Kg. (...) Muitas coisas mudaram no meu corpo, a celulite apoderou-se das minhas coxas, a barriga ficou mas saliente e as maminhas mingaram e sucumbiram à gravidade.”.
Mas o que fazer para mudar isto? Primeiro de tudo evitar as desculpas que costumamos dar.

COMPREI ESTE CREME OU ESTES COMPRIMIDOS PARA EMAGRECER E AGORA É QUE VAI SER.” Não!!! Temos de nos mentalizar que não há milagres e que nenhum comprimido ou creme nos vai fazer, como por magia, recuperar a forma física.

“NÃO TENHO DINHEIRO PARA IR AO GINÁSIO.”
É importantíssimo fazer exercício físico, preferencialmente orientado por um profissional, mas caso não tenhamos possibilidade financeira para isso, não façamos disso desculpa. Caminhar, correr, andar de bicicleta, uma passadeira em casa, uns pesos, uma corda para saltar, umas caneleiras, fazer agachamentos com a criança às costas, tudo isto são alternativas.

“VOU FAZER AQUELA DIETA RÁPIDA E AGORA É QUE VAI SER.” Não!!! Outra coisa importante é não entrar em dietas malucas que só fazem mal à saúde, pois não são nutricionalmente balanceadas. Procurar a ajuda de um especialista em nutrição, ler uns livros, participar em workshops sobre alimentação saudável são várias opções que nos ajudam a estar melhor informadas.

“NÃO TENHO TEMPO COM O MEU BEBÉ.”
Faça uma boa gestão do seu tempo:  Tente aproveitar o tempo mesmo estando com o bebé, por exemplo indo caminhar, com ele no carrinho (uma volta de uma hora dá uma boa queima de calorias!). Pode também tentar fazer alguns exercícios como abdominais ou agachamentos enquanto ele brinca. Se tiver a sorte de poder deixá-lo com alguém, ótimo! Não é preciso mais do que 45 min por dia para fazer um treino que resulte.
A ressalvar que só devemos retomar a prática de exercício físico depois da autorização do obstetra ou médico assistente.

E, mesmo que o corpo não volte exatamente ao que era, não vem mal ao mundo por isso pois, tal como diz a Andreia,
“não somos mulheres perfeitas, somos mulheres, somos mães, somos companheiras, parceiras, amigas e é disso que temos de nos lembrar quando formos namorar. E quem está ao nosso lado sabe do que abdicamos para dar vida aos nossos filhos e isso vale muito mais do que qualquer par de maminhas empinado!”

Resta-me terminar este texto com “Olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço”, acho que escrevi este texto para me auto-convencer.