0

Beijo tímido

Ainda me lembro de quando o meu coração partiu no momento em que tive que te largar dos meus braços e entregar-te, sabia lá a quem!
O que lá fazias, se comias, se brincavas, se eras feliz?! Com meses, não falavas! Confiei desconfiando!
A porta do colégio fechava-se e abria-se em mim uma cascata de lágrimas que não conseguia conter. Lembro-me de ouvir os teus gritos do lado de cá do portão. Confiei que do lado de lá tudo se acalmava e olhava para todos os lados na esperança que ninguém visse o meu sufoco.
Sim, mãe, não tenhas vergonha que não és a única que o faz! Uma mãe também chora!
Não és a única que sente esse partir de coração, essa quebra, essa dor de rasgar. Não és a única que não acha justa esta separação precoce. Não és a única que te esforças para que o teu filho não seja o último a sair da escola. Não és a única que abdica de tempo para ti para estares com ele! Não és a única que repensas na tua profissão, que pões em causa as tuas escolhas anteriores. Não tenhas vergonha disso! Vergonha, é não se perceber que a separação é precoce, que a separação é longa demais mas enquanto algo não se aproxima dos países desenvolvidos, tu não tenhas vergonha!
Não tenhas vergonha se te apetece amar, dedicar todo os minutos, amar incessantemente, mesmo que te façam sentir a pessoa mais fútil do mundo!
Contudo, pensa nas escolhas que fizeste e se elas não te completam. Ninguém deveria ter que romper uma parte de si para ser outra. Reflete, sobre o que te faz bem, isso irá fazer bem a ele também. Pensa que tudo muda, aprenderás a confiar nas pessoas que o cuidam e ele irá estruturar-se!
Imaginava eu na altura, que esse meu filho tão rápido iria entrar sozinho na escola, após um beijo tímido?
Imaginava eu que a entrada na escola do meu segundo filho era mais calma pois eu mesma, estava tranquila e verdadeiramente confiante nos braços que o acolheram.
Acredita que a ligação não se desvincula. Aquilo que vos une é mais que o tempo que passam, é mais do que o lugar que ocupam e sobrevive às vossas escolhas, quaisquer que elas sejam, desde que vos faça bem!
E não há melhor momento que o final do dia, em que vais buscá-lo, observas a sua felicidade e recebes aquele abraço sem vergonha que agarras e que queres guardar em ti!
Um dia irás ter saudades desse abraço, quando receberes o beijo tímido!