0

A milha filha é gorda?

“O que lhe dás de comer no Canadá?”

Não tenho palavras para vos explicar o quão farta eu estou de ouvir isto! Não eu não acho que a minha filha esteja gorda e também acho que ninguém tem nada a ver com isso!

Desde que anunciei a minha gravidez tenho aprendido a lidar com comentários indesejados como nunca pensei que o sabia fazer. Sinto-me uma autêntica fruit ninja, zas zas zas! Recebo-os de todo o lado e agradeço mas... no, thanks! São palpites sobre o que comer, o que vestir, como dormir… Felizmente não tenho problemas em perguntar nada e sou a primeira a fazê-lo se precisar mas não se preocupem, também tenho o Google que desde que engravidei tem sido um amigo sem preconceitos que me responde a (quase) tudo!

Ser mãe longe do nosso país e da família já por si só é difícil. Tentar criar uma filha num país que não é o teu com uma cultura diferente e eu fui logo escolher uma cidade para viver em que a cultura principal é nem mais nem menos do que a multiculturalidade então como já não me faltavam pessoas com opiniões super divergentes tenho mil e uma pessoas de todos os cantos do mundo com teorias interessantíssimas mas ao mesmo tempo absolutamente inúteis sobre a maternidade.
Até ao dia de hoje chove conselhos de todos os lados e algo me diz que vai continuar assim durante algum tempo.
O melhor de todos ninguém mo deu: Segue o teu instinto. Tu é que sabes o que é melhor para o teu filho!


Artigo originalmente publicado em www.lusocanadiana.com