0

Coitadinha eu? Nada disso!

27 Anos e três filhos? "
Coitadinha!", "São todos do mesmo pai?", "Não tenhas mais nenhum!" Estas são das expressões que mais me magoaram e que mais em baixo me deixaram...
Ser mãe não é ser coitadinha, nem a idade interfere na forma como assumimos esse papel.
Infelizmente os jornais estão carregados de notícias de mães que os mal tratam, matam e até deixam que terceiros façam mal aos próprios filhos! Será que são todas da minha faixa etária? Sim pode até haver uma ou outra mas maioria não é!

Elas sim são umas, a, pobres de espírito e nem de mães deveriam ser chamadas.
Idade não define ninguém! Mas sim a mentalidade e as suas ações.
Depois vem a conversa se são todos do mesmo pai, sim são mas poderiam não ser.
Haveria algum problema?
Se uma relação não der certo não podemos voltar a tentar ser felizes? E não podemos voltar a ser mães?
Isso não interfere na forma como a criança ou melhor as crianças são tratadas. Mais vale acabar uma relação falhada e cada um refazer a sua vida do que criar um filho no meio de discussão e discórdia.
Mas esse não é o meu caso mas se fosse era mãe da mesma forma, com o mesmo amor e dedicação.
O meu número de filhos também incomoda muita gente mas sinceramente ainda não entendi bem o porquê.
Ter três filhos hoje em dia já é um luxo pois o tempo é pouco e as despesas são muitas. Mas se eu tivesse condições porque não poderei ter mais? Há alguma lei contra isso? Há um número defendido de filhos para cada mulher?
Que eu saiba não, cada é livre e do momento que lhes proporcione todos os cuidados necessários (alimentação, saúde, higiene, educação) que pode ter os que bem intender.
Mas sabem eu cheguei a uma conclusão normal quem me faz esse comentário normalmente só tem um filho, será um pouco da frustração falar? Talvez!

Acredito que muitas de mães também já ouviram estás a expressões e sei que por momentos dão j razão a pessoa em questão, mas não o façam. Olhem para a mulher e mãe que se tornaram e acredito que vão ter muito orgulho e que vão continuar a assumir o vosso papel com mais força e dedicação.