0

Diabetes gestacional

Eu ainda acredito que sou um caso clínico. Diagnosticaram-me diabetes gestacional às 6 semanas de gravidez por causa de um valor. É verdade, o valor da glicémia considerada normal numa grávida é até 92 e eu tinha 93.
Seguiram-se 8 meses de picagens diárias no dedo, registos de valores de glicémia no livro do diabetes e dieta equilibrada. A diabetes durante a gravidez é considerada perigosa, os bebés podem ficar demasiado grandes, o que pode implicar partos complicados com riscos para a mãe e para o bebé, para além do mais os bebés também podem desenvolver problemas cardíacos, pelo que é aconselhado fazer pelo menos um electrocardiograma fetal. Uma gravidez com diabetes é considerada gravidez de risco, o acompanhamento médico não deve ser descurado.
Uma grávida com diabetes deve ter especial cuidado com a alimentação e exercício físico. A regra de ouro é comer de 3 em 3 horas, para que não hajam grandes discrepâncias nos valores da glicémia.
Depois é só fazer umas pequenas mudanças (ou não) no estilo de vida. Por exemplo no meu caso, já tinha uma alimentação equilibrada e sempre pratiquei exercício físico...e mesmo assim fui diagnosticada com diabetes...Mistério!
Relativamente à alimentação devem introduzir-se coisas como frutos oleaginosas (nozes, amêndoas, avelãs), queijo (do mais branco possível, ou seja, mozzarella fresca, queijo fresco, requeijão), pão de centeio, broa, romã, maçã, uva preta, papaia, figos, produtos grelhados, cozidos ou assados, tentar evitar carnes gordas (vaca, porco, leitão, pato), enchidos, molhos, fritos, sumos, refrigerantes e compotas ( a não ser que seja caseiro e feito com a mínima quantidade de açucar) e reduzir o consumo de hidratos de carbono (massa, arroz, batata).
Quanto ao exercício físico, para quem não está habituado ou para quem não gosta, 30 minutos de caminhada é suficiente e de preferência após as refeições. Beber muita água (1.5 lt por dia) e está feito.

A diabetes tem que ser sempre acompanhada por um médico (obstetra e\ou endocrinologista) e se tiverem possibilidade, também por um nutricionista. A dieta é depois mudada consoante os resultados das glicémias. Cada caso é um caso. Eu por exemplo, no último mês de gestação, tive que fazer uma dieta para engordar, porque a bebé era pequena e estava abaixo do percentil 50...estão a ver? O tal caso clínico!